mergulhem-se

segunda-feira, 28 de junho de 2010

Senhora dos olhos lindos, dai-me a esmola de um olhar - Mário de Sá-Carneiro, Poesia...

Senhora dos olhos lindos,
Por que é que sois tão cruel?
As pombas não têm fel,
E vós sois pomba, senhora...
Tormentos vários, infindos,
Sem dó, me fazeis sofrer...
Morto, vós me qu'reis ver,
Não é verdade, traidora?
Respondei! Ficais calada!
Neste caso, adivinhei...
Pois muito bem! morrerei...
Morrerei, sem ter pesar!...
Minha vida amargurada
Eu vos vou dar, deusa qu'rida...
Antes porém da partida
Dai-me a esmola de um olhar.



(Sá-Carneiro por Almada Negreiros)



Mário de Sá-Carneiro (1890 - 1916) foi um escritor português, muito amigo de F.Pessoa. Se matou aos 26 anos engolindo 5 frascos de arseniato de estricnina num hotel de Paris.

8 comentários:

Luciana disse...

Bonito demais isso. Nossa!

O final ficou em mim de um jeito forte. bem forte.

fernanda disse...

esta foto do teu blog é linda e ainda seguida da frase mais.
de quem é?

Trak Amorim disse...

acho que me apaixonei por Sá-carneiro...muito, muito bom.
(obrigada por ter-nos apresentado rs)
bjux

Julia disse...

Cris, tenho as obras completas dele que encomendei de portugal, qualquer dia te empresto. Mas louco mesmo são as correspondências dele com o F.Pessoa.

Beijos

Julia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Julia disse...

Oi, Fernanda. Você está se referindo da foto de fundo do blog, não é? Se for é de um fotógrafo francês chamado Elliott Erwitt, tem um link do site dele aí no blog. A frase é minha. Um beijo.

trak disse...

ow adoraria ;)Sério? quando puder coloca um trechinho dessa correspondência ( mas vou procurar rs)bjuxxx

Julia disse...

Coloco sim. Assim que achar onde guardei! Beijão